segunda-feira, 15 de novembro de 2010

:: Controle de alterações
Um lembrete: o excesso de trabalho e a falta de tempo estão me fazendo ficar longe do blog. Mas ele não foi abandonado! Pretendo logo, logo, publicar uma série de como criar livros digitais no formato ePub exportados diretamente do InDesign. Agora vamos falar co controle de alterações.

Com o InDesign CS5 a Adobe incorporou o controle de alterações diretamente no InDesign. Esse monitoramento funciona muito bem para os casos onde o próprio editor ou revisor editam diretamente utilizando o InDesign. Todas as alterações de texto ficam “arquivadas” no
documento e podem ser revisadas, aceitas ou rejeitadas utilizando o Story Editor, o editor de texto embutido no InDesign.

Com a opção de controle de alterações ativo, quando há edições de texto, o InDesign destaca as linhas e as palavras que foram alteradas, excluídas ou adicionadas em todo o bloco de texto. As
alterações não são exibidas na página diagramada, para visualizá-las é necessário abrir o Story Editor.

Como configurar o monitoramento de alterações
Use o painel Track Changes para ativar e desativar a opção de monitoramento de alterações, bem como para exibir, ocultar, aceitar ou rejeitar as alterações feitas pelos colaboradores.

Os modos de exibição de um texto monitorado, no layout do InDesign à direita e no Story Edditor, à esqueda, exibindo as alterações feita no texto.

Para abrir o painel vá ao menu Window > Editorial > Track Changes. Um detalhe importante, o monitoramento de texto só pode ser ativado quando o cursor de texto estiver ativo em uma caixa de texto. Então, mude para a ferramenta de texto e clique para criar um ponto de inserção no texto, e siga um destes procedimentos:
  • Para ativar o monitoramento de alterações somente na caixa de texto que está selecionada, clique no ícone Enable Track Changes in Current Story.
  • Para ativar o monitoramento em todo texto de um documento, escolha Enable Track Changes in All Storys, no menu do painel Track Changes.
Painel Track Changes exibindo informações de uma alteração

Preferências das alterações
Por padrão, todas as alterações feitas em um texto serão destacadas com uma tarja laranja. O texto que foi apagado, além da tarja laranja, também terá uma linha preta sobre o texto. Além disso, uma barra de alteração (linha vertical) do lado esquerdo da coluna de texto indica o local onde ouve alguma alteração no texto. Caso não goste dessas cores basta ir ao painel de preferências Edit > Prefereces > Track Changes e configurar a exibição de cores da forma que mais lhe agrade. Além de permitir a personalização da aparência da exibição das marcações, nas preferências é possível selecionar qual tipo de alteração será exibido. É possível também escolher se deseja mostrar ou ocultar as barras de alteração e também especificar a cor que será usada para nas barras de alteração.

As configurações de preferências permitem controlar muitas opções de monitoramento. Pode-se escolher uma cor para identificar as alterações e selecionar quais alterações serão monitoradas: adição, exclusão ou movimentação de texto. Também pode-se definir a aparência de cada tipo de alteração monitorada, e que as alterações sejam identificadas com barras de alteração coloridas nas margens.

Selecione Edit > Prefereces > Track Changes (Windows) ou InDesign > Prefereces > Track Changes (Mac OS). Na janela Track Changes Preferences Selecione o tipo de alteração que deseja monitorar. Para cada tipo de alteração, especifique a cor do texto, a cor de fundo e o método de marcação. Selecione Prevent Duplicate User Colors para garantir que todos os usuários sejam atribuídos com cores diferentes. Essa preferência refere-se à identificação de usuário que é feita no menu File > User. Esse comando abre uma janela onde se define o nome e a cor do usuário. Isso é importante porque no painel Track Changes, quando se está verificando as alterações feitas em um texto, além de localizar a alteração, também é informado o usuário que está sugerindo e quando foi feita a alteração.

Para mostrar as barras de alteração, selecione a opção Change Bars. Escolha uma cor no menu Change Bar Colors e especifique se as barras de alteração serão exibidas na margem esquerda ou direita. A opção Include Deleted Text When Spellchecking faz a verificação ortográfica também do texto marcado para exclusão.

Ocultar alterações
No painel Track Changes, o botão do lado direto do botão de ativação de monitoramento permite ocultar ou exibir as alterações no bloco te texto. Quando as alterações estão ocultas, o texto aparece como apareceria com o recurso de monitoramento de alterações desativado. Ou seja, o texto adicionado fica visível, o texto excluído fica invisível, e o texto movido ou colado aparece onde foi inserido. Lembre-se de que essas alterações somente aparecem no Story Editor. Quando o monitoramento de alterações está ativado, a edição é monitorada independentemente de você trabalhar no Story Editor ou no layout do documento.

Desativar o monitoramento de texto
Para desativar o monitoramento de alterações, coloque o cursor de texto em algum ponto do texto e siga um destes procedimentos:
  • Para desativar o monitoramento de alterações somente no texto selecionado, clique no ícone Disable Track Changes in Current Story (o mesmo ícone utilizado para ativar o monitoramento).
  • Para desativar o monitoramento em todas as matérias, escolha Disable Track Changes in All Stories , no menu do painel Track Changes.
Após desativar o monitoramento, nenhuma alteração futura será monitorada. As alterações previamente monitoradas não são afetadas.

Aceitar e rejeitar alterações
Quando um texto foi alterado o recurso de monitoramento de alterações permite a revisão de todas as alterações e a decisão de se serão incorporados no texto ou não. É possível aceitar ou rejeitar alterações individuais, somente partes de uma alteração monitorada, ou todas as alterações simultaneamente.

Quando uma alteração é aceita, ela se torna parte normal do texto e não fica mais destacada como uma alteração. Quando se rejeita uma alteração, o texto é revertido para o que era antes da alteração.

Para aceitar ou rejeitar as alterações, abra o Story Editor, clique com a ferramenta de texto sobre o bloco de texto e no painel Track Changes clique no botão Next Change (próxima alteração) e siga um destes procedimentos:
  • Para aceitar a alteração destacada e incorporá-la no fluxo do texto, clique no botão Accept Change (aceitar alteração).
  • Para rejeitar a alteração destacada e revertê-la ao texto original, clique no botão Reject Change (rejeitar alteração).
  • Para aceitar ou rejeitar a alteração realçada e avançar para a próxima alteração, pressione Alt (Windows) ou Option (Mac OS) e clique no botão Accept Change ou Reject Change.
  • Para retornar à alteração anterior ou ignorar uma alteração e avançar para a seguinte, clique no botão Previous Change (alteração anterior) ou Next Change (próxima alteração)
  • Para aceitar ou rejeitar todas as alterações sem revisá-las, clique no botão Accept all Changes in Story (aceitar todas as alterações no texto) ou no botão Reject all Changes in Story (rejeitar todas as alterações no texto).
  • Para aceitar ou rejeitar todas as alterações no texto ou no documento escolha a opção apropriada no menu do painel Track Changes.
Menu do painel Track Changes.

14 comentários:

Gilmar S.C disse...

Vitor, obrigado e parabéns por mais este excelente artigo.

Apesar de eu ter pouquíssima experiência com o InDesign (estou aprendendo a trabalhar com ele), sempre tive muita vontade de conhecer bem e dominá-lo um pouquinho mais.
Aqui no teu blog, eu sempre encontro "muitas coisas úteis e interessantes" para aprender e conhecer.

Como você sabe muito bem, ter uma cópia "original" do InDesign é meio complicado ($$$), então, acabei por recorrer "ás alternativas", sem é que me entende!

Com "esquemas arriscados" instalei uma versão CS5 Pt-Br e desinstalei. Instalei a CS4 em inglês, e desinstalaei......apanhei do inglês!
- Depois a CS3, que tentei instalar de todas as formas sem sucesso.

Já meio irritado com os riscos e as instabilidades do Win_7_Pro, e Win Vista_Home_Basic, acabei apelando para a CS2 em inglês, e assim está.

Mas ainda estou insatisfeito!

Não me dou bem com o inglês, por isso vou tentar "de novo" a CS3, que me parece ser uma versão de bom nível de recursos e resolve bem a coisa.

Mas, Vitor gente boa, qual versão voce usa? - Podeis dizer-me?
A versão CS3 é, como dizem, uma versão equilibrada e com recursos mais que suficientes para os Designers?

Veja, preparei um livro de um amigo de forma completa no pagemaker 7.01, e mandei pra gráfica conforme me solicitaram.
Já foi publicado e está "nalgumas" livrarias. Fiz 'no peito e na raça!

- Achei o programa meio limitado e resolvi arriscar no InDesign!!!
E vi que a coisa é mais 'complicadinha'....rs!

Gostei "da brincadeira", que já ficou séria, e tô afim de dar sequência na coisa, usando o InDesign CS3 ou CS2..!!!

Sei que você é pessoa bastante ocupada, e por ser bastante experiente e profissional famoso, será que você pode me dar umas dicas, conselhos e orientações?
(mostrar "O caminho das pedras"?)

É possível?
- Prometo não lhe importunar com tantas perguntas...rs!

Agradeço-te antecipadamente!

Gilmar S.C disse...

Minha nossa! Dei umas 'zoroiadas' no twitter e vi umas coisas sobre você lá.
Pô meu, sois experiente "pacas"!
20 anos de estrada e monte de atribuições!!! - Viche!

- Bastante coisa, hein!

Isso Vitor, gente boa, agora sei porque sois bastante ocupado.

Se não puder me dar um feedback, compreenderei!

Obrigado assim mesmo gente boa!

Vitor Vicentini disse...

Gilmar,
A versão que uso é a CS5. O PageMaker foi um bom software no seu tempo, hoje o InDesign te oferece muito mais possibilidades de trabalho e a última verão tem muito mais ferramentas para facilitar o trabalho do designer. Eu, como já falei, uso o CS5 no Mac OX e no Windows 7 e não tenho tido problemas. Uso a versão em inglês, sou do tempo que não existiam versões em português, então me acostumei a usar em inglês.
Sobre te ajudar, veja o que posto no blog e me mande alguma dúvida quando tiver, como você mesmo constatou, meu tempo anda escasso ultimamente... :)
Um abraço,
Vitor Vicentini

Gilmar S.C disse...

Vitor, então estamos combinados!

Quando puder, por favor, me dê uns toques de como melhor trabalhar com as páginas mestras.
E uma coisa que tá me dando uma surra danada, é como alterar o valor das "entrelinhas" na diagramação de um livro!
Estou fazendo manualmente, página a página! - É um atraso de via!!!!

Valeu Vitor - Obrigado!

Vitor Vicentini disse...

Gilmar,
Dê uma olhada nesse tutorial, é antigo, da versão CS2, mas vai te ajudar a entender como funcionam as masters:
http://www.tutorzone.com.br/index.php?ind=reviews&op=entry_view&iden=600
Boa sorte
Vitor Vicentini

Gilmar S.C disse...

Valeu Vitor!

Vou ler e reler várias vezes e aprender de vez sobre páginas mestras.

Obrigado pela superdica

Rodrigo disse...

Vitor, boa tarde!!

Preciso de uma ajuda simples...preciso exportar somente os textos de um arquivo onde existem tabelas e fotos...mas são só dos textos que necessito.
A opção de exportar não me oferece uma opção além de uma página.
Teria alguma opção?

Vitor Vicentini disse...

Rodrigo,

Você pode tentar utilizar o Script “ExportAllStories” que vem com o InDesign. Para utilizar o script, vão ao menu Window > Automation > Scrips. Com o arquivo aberto de um duplo clique no script para exportar todos os textos. Esse script exporta cada caixa de texto como um arquivo Word.

Você também pode utilizar outro script, esse pago, mas muito melhor, é da Rorohiko Resources. Você pode fazer o download do script no endereço: http://www.rorohiko.com/wordpress/indesign-downloads/text-exporter/

Boa Sorte.
Abs,
Vitor Vicentini

Ana Paula disse...

Boa tarde
Sou designer e gostaria de lhe adicionar no msn, para poder trocar umas ideias.
Se fosse possível, claro.
Moro em SC.

anapaula_designer@hotmail.com

Abraços

Vitor Vicentini disse...

Ana Paula,
Raramente entro no msn, não tenho tempo. Mas qualquer coisa, escreva uma nota aqui no blog.
abs,
Vitor Vicentini

Somos pessoas felizes! disse...

A muito tempo venho acompanhando o blog e sempre me surpreendo com seu conhecimento no Indesign.

Nessa ultima postagem sua, você comentou sobre EPUB para plataformas digitais, como ipad.

Este mercado pelo menos aqui no Brasil ainda é muito novo, mas estou pesquisando muito sobre essas formas de publicação e estou ancioso pela sua postagem! :)

Nessas pesquisas consegui via twitter contatar um engenheiro de software da Adobe, Terry White, e ele me mostrou um plugin que a Adobe está desenvolvendo para fazer revistas como a Wired para Ipad.

Gostaria de saber se você ja chegou a testar esse plugin para o Indesign e se ja utilizou, gostaria que fizesse um release sobre sua opnião!

Caso você ainda nao conheça:

http://tv.adobe.com/watch/creative-suite-podcast-designers/adobe-digital-publishing-to-the-ipad-/

Um grande abraço e parabens mesmo pelo blog! :)

Vitor Vicentini disse...

Pessoas felizes,

Conheço o Terry White. Participei de algumas reuniões na Adobe USA em que ele estava presente e ele também esteve aqui no Brasil na abertura do InDesign Confere. Você esteve lá?

Estou planejando uma matéria para a DTP e também uma postagem aqui no blog sobre o assunto.

O plugin da Adobe ainda está em beta, estou fazendo alguns testes de funcionalidade. Assim que tiver terminado publico aqui.

Abs,
Vitor

Alexandre Brito disse...

Caro Vitor

Onde posso obter informação para fazer livros digitais no formato ePub exportados diretamente do InDesign?

Grato

Alex Brito

Guimarães - Portugal

xelabrito@hotmail.com

Vitor Vicentini disse...

Alex,
Estou preparando um material sobre isso. abs.
Vitor Vicentini