terça-feira, 9 de janeiro de 2007

:: Conversão de arquivos de Quark e PageMaker
Muitos leitores têm escrito perguntando qual é a melhor maneira de aproveitar os arquivos antigos de QuarkXpress e PageMaker no InDesign. E eu sempre respondo: criando arquivos novos no InDesign!

Mas, se naquele momento de correria, com os prazos já estourados, concluir que a melhor alternativa é mesmo converter arquivos antigos, alguns cuidados devem ser tomados antes da conversão. Abra o arquivo que será convertido no software original e verifique os seguintes itens:

Fontes – o arquivo deve estar sem nenhum aviso de falta de fonte. Caso alguma fonte não esteja instalada, instale-a antes de fazer a conversão.
Links – todos os vínculos (imagens externas importadas para o layout) devem estar corretos, sem nenhum aviso de atualização ou de perda de vínculo.
Embutidas – O ideal é que todas as imagens do arquivo estejam “linkadas” e não embutidas na publicação. Imagens embutidas podem ser perdidas no momento da conversão.
Preflight – Faça um Preflight no documento, a verificação pode indicar detalhes de fontes e imagens que não foram observadas.
Save As – Após todas as verificações, execute um Save As (Salvar como) no documento, esse comando elimina as redundâncias e diminui o tamanho do arquivo.
Extensions – Em arquivos de QuarkXpress, verifique se nenhuma extension de terceiros está sendo utilizada. O InDesign converte apenas os arquivos. Efeitos ou características acrescentadas por extensions serão perdidos e podem até impedir a conversão do arquivo.

Tomados esses cuidados abra o arquivo. O InDesign abre arquivos de PageMaker 6.x e 7.0 e de QuarkXpress 3.3 até 4.1. Para converter arquivos Quark da versão 5.0 em diante existem duas possibilidades: Salvar o arquivo para as versões anteriores (3.3 e 4.1), ou adquirir um plug-in chamado Q2ID da Markzware. A nova versão converte inclusive arquivos de QuarkXpress 7.0.

Mas lembre-se, abrir arquivos de PM e QX no IND é sempre uma conversão. Mesmo utilizando o plug-in de conversão que faz um ótimo trabalho, sempre será necessário efetuar ajustes no arquivo convertido. Especialmente na parte tipográfica que no InDesign é muito apurada. Textos longos com certeza terão refluxo.

No caso de arquivos antigos o ideal é reaproveitar apenas as cores e os estilos de texto e caractere. Para isso, converta um arquivo e salve-o como arquivo de IND (.indd). A seguir crie um novo arquivo com as medidas do arquivo anterior e importe as cores e os estilos para o novo arquivo. Será necessário fazer os ajustes de geometria de página (guias, caixas, etc.), mas será muito mais seguro e não se corre o risco de problemas inexplicáveis no arquivo.

14 comentários:

Mo disse...

Bom dia,
Como salvar um arquivo no InDesign para PageMaker. Fiz uma apostila e não encontro este formato para enviar para um colaborador poder editar.Grata, Monica Levy.

Vitor Vicentini disse...

Monica,
Esse caminho não existe. O máximo que você consegue é salvar um arquivo de InDesign CS2 para a versão CS. Ir para o PageMaker é impossível porque o InDesign possui muito mais características que o PageMaker, seria impossível representar a maioria dos elementos na página. Seu colaborador vai ter que migrar para o InDesign.
abs,
Vitor

Mo disse...

Obrigada pela atenção Vitor.

FABIO disse...

Bom dia.
Tenho alguns arquivos em QuarkXPress 7.0 (project) há alguma forma de abrir estes arquivos no Indesign CS3?

Obrigado antecipadamente,

Fábio

FABIO disse...

Boa tarde,
Caro colega precisa de uma luz, tenho alguns arquivos em QuarkXPress 7.0 (project) e gostaria de saber como faço para abrir estes arquivos no Indesign CS3, é possível?
Agradeço antecipadamente,

Fábio

Vitor Vicentini disse...

Fábio,
A única maneira é utlizar um plugin. Chama-se Q2ID, pode ser baixado no endereço: http://www.markzware.com/q2id/.
Boa sorte. abs. Vitor Vicentini

Anônimo disse...

Olá Vitor, adorei seu blog e algumas dicas são muito úteis para mim. Já faço muita coisa com o indesign mesmo não tendo a oportunidade de fazer um curso, Gostaria que me indicasse algumas escolas se sua preferência, para que eu possa dominar este programa que a cada dia que passa descubro coisas novas.

Atenciosamente,

Ivan Wilhians Guerra feltri
Diagramador - MV PUBLICIDADE
mvpublicidade@mvpublicidade.com.br

Anônimo disse...

Gostaria de saber se posso utilizar imagens jpge em 300 dpi para impressão em offset no indesing, ou tem que ser tiff mesmo como no pagemaker? posso utilizar aquivos com fundo trasparente? obrigado

Vitor Vicentini disse...

Ivan,
Entre em contato com a Claudia da DTP (claudia@dtp.com.br). Ela organiza os nossos treinamento de InDesig.
abs,
Vitor

Vitor Vicentini disse...

Sim, pode utilizar imagens JPG 300 dpi no InDesign, bem como imagens com transparência.
abs,
Vitor

Guilherme disse...

Boa tarde,
Estou com um problema, gostaria saber de você pode me ajudar.
Preciso converter um projeto gráfico do PageMaker 7.0 para ser aberto no Indesign CS2. O que eu faço? Desde já grato.

email: guilherme.kepler@bol.com.br

Vitor Vicentini disse...

Guilherme,
isso é muito simples, basta abrir o arquivo no InDesign.

A conversão é automática. Claro que depois de aberto é bom verificar o arquivo para certificar-se de que não ocorreu nenhum problema, mas a conversão é um simples abir arquivo.
Boa sorte.

Vitor Vicentini

Milton disse...

Bom dia,
Preciso converter um arquivo que está em Quark 8.0 para PDF,mas quando salvo o arquivo, não aparecem as sangras que estão no arquivo em Quark. Faço todos os acertos no PDF, incluo área de sangra, deixando 5mm de cada um dos lados, incluo as marcas de corte, mas no PDF elas não aparecem. Como resolver isto?
Grato,
Milton

Vitor Vicentini disse...

Milton,
O problema deve ser nas configurações de exportação do Quark. Não tenho o Quark instalado aqui, mas de que me recordo ele tinha uma configuração pronta para exportação com as informações que você precisa. Veja no menu ou na janela de exportação como ativar essas informações de exportação.
Boa sorte.
Vitor Vicenitni