segunda-feira, 15 de junho de 2009

:: Verificação ortográfica
Hoje vou falar das capacidades “ortográficas” do InDesign, outro assunto sobre o qual recebo muitos e-mails. A maioria dos usuários de InDesign acha que os dicionários são apenas ferramentas para a quebra de palavras em texto justificados. Estão enganados, os dicionários podem ser utilizados para a verificação ortográfica do texto, funcionando como uma primeira revisão para o caso de palavras escritas de forma errada.

Se você trabalha sempre com texto em português, o melhor é começar pelas preferências, abra o InDesign e antes de abrir ou criar um arquivo vá ao menu Edit > Preferences > Dictionary (no Mac InDesign Preferences > Dictionary) e selecione no menu Language o dicionário de Portuguese: Brazilian. Assim, todo documento criado a partir dessa configuração automaticamente estará com o dicionário brasileiro configurado.
O campo logo abaixo do menu Language exibe a localização onde será criado o dicionário do usuário. Esse dicionário armazena as palavras que são adicionadas pelo usuario. Esse campo também permite que se utilize o dicionário de outro usuário. Para isso, clique no sinal de “mais” (+) e localize o outro dicionário. Os outros sinais são: o elo da corrente que refaz um vinculo perdido com um dicionário, o sinal de “menos” (–) que remove um vínculo com um dicionário externo.

Os menus Hyphenation e Spelling exibem a configuração Proximity que é utilizada para a quebra de palavras e a identificação de erros. Proximity é a única configuração do InDesign, mas existem dicionários de terceiros que podem ser instalados e que permitem selecionar outros modos de hifenização e verificação ortográfica.

Double e Single Quotes é a configuração de como o InDesign vai desenhar as aspas no texto. As aspas arredondadas são o padrão, mas clicando no menu suspenso você pode escolher entre sete modelos de aspas.

O campo Hyphenation Exceptions - Compose Using determina como o InDesign deve tratar as exceções de hifenização, ou seja, as palavras que tiveram a quebra alterada pelo usuário. O modo padrão é User Dictionary and Document, ou seja, tudo que foi incorporado no dicionário do usuário ou alterado no documento. Também é possível escolher apenas User Dictionary ou apenas Document. O melhor é a configuração padrão, usando os dois modos.

A opção User Dictionary determina com o programa deve tratar o texto aplicado em um documento. Por padrão a opção Recompose All Stories When Modified é selecionada, isso quer dizer que se a quebra de uma determinada palavra for alterada no dicionário pelo usuário, todas as incidências dessa palavra no documento serão recompostas segundo a nova quebra. A outra opção Merge User Dictionary into Document é importante para aquelas pessoas que têm muitas palavras novas ou alteradas no dicionário e que envia arquivos abertos para outros usuários. Com essa opção selecionada, todas as palavras alteradas serão mantidas mesmo que o novo usuário não tenha essas alterações no dicionário.

Verificação ortográfica
Outra opção que pode ser configurada na janela de preferências é como será a exibição, a marcação, das palavras que estão escritas de forma incorreta. Selecione a opção Spelling na lista à esquerda da janela Preferences para exibir as configurações.
No campo Find selecione as opções que serão exibidas na tela: Misspelled Words (palavras digitadas de forma incorreta), Repeated Words (palavras repetidas), Uncapitalized Words (palavras como nomes próprios escritos apenas em caixa baixa) e Uncapitalized Sentences (sentenças ou parágrafos que não começam com caixa alta).

Na opção Dynamic Spelling selecionar Enable Dynamic Speling marcará todas as palavras com problemas no texto no momento que estão sendo escritas. A verificação ortográfica também pode ser feita posteriormente ao texto estar finalizado. Abordarei este tópico mais adiante.

Em Underline Color pode-se escolher as cores que indicaram os diversos problemas ortográficos em um texto. A marcação do InDesign é semelhante à exibida nos arquivo de MSWord, uma linha sob a palavra indica o possível problema. Defina as cores para Misspelled Words (palavras digitadas de forma incorreta), Repeated Words (palavras repetidas), Uncapitalized Words (palavras como nomes próprios escritos apenas em caixa baixa) e Uncapitalized Sentences (sentenças ou parágrafos que não começam com caixa alta).

Auto correção
A última opção de ortografia é a auto correção de texto. Na verdade essa opção pode ser um tanto irritante já que o InDesign tenta “adivinhar” o que você está escrevendo e complementa a palavras e, claro, na maioria das vezes a adivinhação é incorreta, já que é impossível antecipar o que alguém está escrevendo.
Mas isso só ocorre quando se está escrevendo diretamente no InDesign, essa opção, usada de outra maneira, pode ser muito útil. Mas primeiro vamos às configurações. A opção Enable Autocorrect ativa a correção automática. O menu suspenso Language seleciona o idioma a ser utilizado para a auto correção.

O campo abaixo do menu Language é o local onde podem ser acrescentadas palavras específicas que o usuário deseja que o programa troque e é essa opção que pode ser muito útil quando se está diagramando. Por exemplo, se todas as vezes que é citado o nome da publicação ele tiver que ser grafada por extenso, com o nome completo. Um exemplo, vamos supor que toda vez que fosse citada a revista Photoshop Pro, fosse obrigatório colocar a assinatura completa “Revista Photoshop Pro - Grupo profissional de Photoshop”.

Usando o Autocorrect seria um modo muito prático e rápido de escrever toda a assinatura. Para isso, bastaria ir até a janela Preferences > Autocorrect, ativar a opção Enable Autocorrect, selecionar o dicionário correto e clicar no botão Add e no campo Misspelled Word escrever algo simples de digitar, mas que não seja uma palavra, por exemplo “ppp” e no campo Correction escrever a assinatura completa da revista “Revista Photopro - Grupo Profissional de Photoshop”. Dessa forma, todas as vezes que fosse escrito “ppp”, automaticamente o InDesign substituiria pela assinatura completa da revista.

Ativação dos comandos de ortografia
Depois de configuradas as preferências ortográficas no InDesign, Elas podem ser acessadas diretamente a partir do menu Edit > Spelling.

Spelling
Caso tenha deixado a opção Enable Dynamic Spelling selecionada na janela de preferências, ou tenha selecionada a opção Dynamic Spelling no menu Edit > Spelling, todas as palavras com possíveis problemas ortográficos serão sublinhas com linhas sinuosas coloridas. Para verificar a sugestão do InDesign para a palavra sublinhada como incorreta, basta posicionar o mouse sobre a palavra e clicar com o botão da direita (Control + clique no Mac) para exibir um menu suspenso com as sugestões do dicionário. Se a marcação for um “erro” de interpretação do InDesign, ou seja, a palavra está correta, é possível selecionar a opção ignorar ou acrescentar a palavra ao dicionário. Dessa forma todas as incidências dessa palavra serão tidas como corretas pelo programa e o sublinhado desaparecerá.

Essa é a opção Dinamic Spelling, onde o tempo todo o programa fica verificando a ortografia e marcando as palavras. Se você não gosta de ter o texto todo marcado durante o processo de trabalho, desative essa opção e depois que tiver terminado a diagramação, utilize a opção Check Spelling (Edit > Spelling > Check Spelling). Na janela Check Spelling clique no botão Start e o InDesign passará por todas as palavras que supostamente estão erradas. A palavra será exibida e também as sugestões de troca.
A próxima opção do menu é a opção de ativar o Autocorrect. Dessa forma o InDesign irá corrigir as palavras no momento em que elas são escritas. Outra possibilidade para essa opção é utilizar o Autocorrect como descrito anteriormente, para facilitar a escrita de nomes longos.

A última opção do menu Spelling, a opção Dictionary, abre a janela que permite analisar e alterar a quebra de uma palavra, bem como adicionar palavras ao dicionário. Vá ao menu Edit > Spelling > Dictionary. O campo Target exibe o nome do dicionário onde a palavra será alterada ou adicionada. O campo Language exibe o dicionário que está selecionado e será utilizado para fazer a quebra silábica. O menu suspenso Added Words mostra a lista de palavras que já foram adicionadas e o campo Word a palavra que está sendo analisada.
Ao selecionar uma palavra no texto e abrir a janela Dictionary a palavra já estará no campo Word, ou se preferir, abra a janela sem nenhuma palavra selecionada e escreva diretamente no campo Word. Clique no botão Hyphenate e a palavra será “quebrada” por dois “tios” (~~). Isso mostra o local da quebra que o programa utilizará caso necessite fazer a separação dessa palavra. Caso não esteja de acordo com a quebra sugerida, basta mudar o lugar dos “tios” ou apagá-los. Depois de configurada a quebra, clique no botão Add para adicionar a palavra ao dicionário. Essa palavra será adicionada ao dicionário de usuário que comentei anteriormente no início da matéria.

InDesign User Group São Paulo
Assuntos com os tratados nessa matéria também são discutidos nos encontros de usuários de InDesign. Desde janeiro desse ano eu e a Patricia Guarnelli, editora de arte da revista Desktop e colaboradora deste blog, coordenamos o InDesign User Group de São Paulo. O grupo é patrocinado pela Adobe e a cada dois meses realiza reuniões onde são apresentadas palestras e trocadas informações sobre InDesign. Tudo é gratuito e ainda sorteamos softwares da Adobe para os participantes. Para fazer parte do grupo basta ir ao endereço www.indesignusergroup.com/chapters/saopaulo/ e se cadastrar. Após o cadastro terá acesso total à página do IDUG São Paulo, com muita informação sobre InDesign, e também será comunicado por e-mail sobre os encontros.

Um pequeno detalhe, se você tem um e-mail com filtro anti-spam que pede confirmação de envio, por favor, no momento do registro cadastre o IDUG SP como não spam. Este é um site organizado diretamente pela Adobe, não temos controle sobre o envio de e-mail e filtros anti-spam que pedem confirmação são interpretados como volta por endereço errado e automaticamente eliminados da lista.

18 comentários:

Josenilson disse...

rapas, grande dica sobre os dicionários! Realmente a tendência de todos é achar que o dicionário só serve para ajudar na hifenização das palavras em textos justificados!
Pelo jeito, este blog vai se tornar um referencial no assunto dicas e truques de Indesign! Muito legal o seu post!

LucasKun disse...

Hifenização é muito bom mesmo, espcialmente para quem trabalha com limpeza de emendas das revisoras, eu tinha um arquivo com várias hifenizações corrigidas de hiatos (em livros não se pode separar vogais por hífen). Infelizmente acabei perdendo, estou gerando outro conforme os revisores pedem. Alguém teria um para disponibilizar? abraços

FORMATA disse...

Eu uso muito hifenização, mas fazendo um livro me deparei com um problema - consequ~~ência - quebrado dessa forma, usando o dicionario portugues brasileiro, e me gerou uma enorme insegurança de possíveis outros erros, que eu não tenha detectado para acertar antes de finalizar o livro.

Vitor Vicentini disse...

Isso não é comum. Pode ser um problema no arquivo ou algum arquivo corrompido no seu dicionário.

Muita gente utilizar o InDesign para paginação e esse tipo de problema não é relatado.
abs,
Vitor Vicentini

Kauan Sales disse...

Muito explicativo o texto sobre as opções de hifenização do InDesign. Mas eu fiquei com uma duvida. Na nova gramática as palavras que são hifenizadas tem que ficar com um hífen na quebra da palavra e outro no inicio na próxima linha. Existe alguma configuração ou Plugin pro InDesign que faça isso automaticamente?

Vitor Vicentini disse...

Kauan,
A Woodwing (www.woodwing.com) acabou de lançar um dicionário para o InDesign já com a revisão ortográfica. Uma versão par testes pode ser utlizada por 30 dias.
Um abraço,
Vitor Vicentini

Pedro Loureiro disse...

onde consigo mais dicionário free para o inDesign

Vitor Vicentini disse...

Pedro,

Não conheço nenhum dicionário grátis para InDesign.

Se você descobrir algúm, compartilhe a informação aqui no blog.
abs,

Vitor Vicentini

Adriano disse...

o erro de hifenização de palavras com QÜÊN, como conseqü~~ência, existe desde a versão 1.5 e nunca foi corrigido. Eu mesmo já reclamei com a Adobe várias vezes.

Anônimo disse...

Como faço para que o indesign NÃO separe as sílabas de uma palavra?

Vitor Vicentini disse...

Para NÃO separar as palavras, desligue a hifenização. Selecione o texto, vá ao painel Paragraph e desmarque a opção "Hyphenate".
Abs,
Vitor Vicentini

Art's em Eva disse...

Uai, sem querer ofender ou fazer critica, essa de desligar a hifenização para não quebrar palavras é coisa que já vem do tempo do Aldus Pagemaker! Quero ver aqui no blog a dica de liberdade de utilização da linguagem no Indesign, conforme o gosto do diagramador/confeccionador da arte, pois pelo que sei todas as linguagens são previamente instaladas no Indesign e o usuário pode alterar isso, bastando mexer no registro. Isso que é dica, válida inclusive para a última versão CS5.

Vitor Vicentini disse...

Uai digo eu! :)
Desligar a hifenização é a única forma de não quebrar palavras. Por isso é que a solução é a mesma do PageMaker, ou do Quark, ou do FrameMaker, ou...
Sobre a utilização de mais de um dicionário em uma mesma caixa de texto vou escrever uma nota sobre isso. Obrigado pela dica.
Abs,
Vitor
ps. Esse “uai” deu vontade de doce de leite! :)

pixel a pixel disse...

Relativamente à pergunta sobre como não partir uma palavra, penso que a resposta dada está para TODAS as palavras.
Para não partir apenas UMA, basta inserir um hífen discricionário (Cmd/Ctrl + Shift + hifen) como primeiro caracter da palavra que não se pretende partida. Este caracter invisível pode também ser encontrado no menu Type > Insert Special Character > Hyphens and Dashes > Discretionary Hyphen.
Acrescento ainda que a versão CS5 do InDesign já coloca automaticamente duplo hifen quando necessita partir palavras hifenizadas.
Nas versões anteriores, essa questão é um pouco mais complicada, mas – para quem possa interessar – eu escrevi um PDF completo sobre essa questão, tanto para Quark como para InDesign, e pode ser baixado aqui:
http://posgraficos.com/2010/index.php?option=com_content&view=article&id=177:indesign-automatizar-o-duplo-hifen&catid=46:duvidas-formandos&Itemid=227
Espero que seja útil.
Uma saudação de Portugal aos utilizadores brasileiros deste excelente site e obrigada ao Vicentini por partilhar!

Vitor Vicentini disse...

Obrigado por compartilhar conosco o seu PDF.
abs.
Vitor Vicentini

Paula disse...

Vitor, pode me ajudar, adicionei ao Indesign uma extensa relação de novas palavras como dicionário portugues brasileiro:
(Fonte: http://www.gustavoroberto.blog.br/2008/01/07/wordlisttxt-em-pt_br/)
Mas quando peço o comando CHECK SPELLING ele trava o Indesign e preciso reiniciá-lo. Acontece isso em 1 único documento. Nos demais não. Alguma sugestão?
Obrigada, Paula

Vitor Vicentini disse...

Paula,
Se acontece com apenas um documento, o problema é do documento. Não te outro jeito, tem que ir eliminando caixar do documento até descobrir a que está apresentando o problema. Descoberta, refazê-la para eliminar o defeito.
Boa sorte.
Vitor Vicentini

Ana Paula disse...

Além disso, quando o problema é específico (quebra depois de qu-, por exemplo) é possível criar um estilo com "no break" de caracter e na busca colocar qu^$ (equivale a "qu"+"any letter", ou selecionar manualmente na busca isso lá na opção wildcards) e aplicar esse estilo em todas as palavras que tenham essa ocorrência. Agora, acho que com o dicionário português atual essa hifenização errada do qu- não acontece mais...